21.8.13

Nestas férias...

...fiquei literalmente estacionada em plena auto-estrada francesa devido a um acidente que houve e que cortou o trânsito (já não basta a viagem ser de 20 horas ainda há este tipo de atrasos para acabar de vez connosco). Fui dormir uma noite sozinha a casa dos meus pais e ser novamente mimada por eles. Fui a um casamento em que os amigos dos noivos lhes ofereceram um porquinho vivo e cantaram a música "O cú do noivo". Fui ao cinema ver "Os Mestres da Ilusão". Almocei com os mesmos do costume ao domingo. Fui ao cinema ver "After Earth". Comi pizza. Dormi. Comprei livros. Fui almoçar com os meus avós. Fui jantar a casa de amigos.  Fiquei doente. Comi pipocas. Tive uma enxaqueca pela segunda vez na minha vida. Fui devorada viva por mosquitos. Estive à beira de uma piscina aquecida ao ar livre (na qual não entrei porque não queria adoecer quando saísse, e acabei por ficar doente na mesma). Fui a três consultas médicas. Tive de ir rever dois médicos uma segunda vez. Um dos médicos mandou-me tomar três medicamentos para ver se controlo as alergias (a juntar a outros que andava a tomar sinto-me uma autêntica drogada). Fui à praia. Apanhei óptimos banhos de mar. Comi sardinhas grelhadas. Comi carapaus grelhados. Comi salmão grelhado. Comi espadarte. Voltei a comer sardinhas grelhadas mais não-sei-quantas-vezes. Fui ao cinema ver o "Bling Ring". Comi pacotes de m&m's sem hesitar. Tirei sangue. Fui ao cinema ver "O Mascarilha". Comprei mais livros. Dormi muito. Li um livro. Fui ao cinema ver o "Red 2". Percorri quilómetros a pé durante três dias só para não tirar o carro do único lugar que não era a pagar que tínhamos encontrado. Comi tremoços até ficar maldisposta. E depois fui comer pizza para passar o enjoo. Apanhei bom tempo. Apanhei bandeira verde na praia. Fui jantar com um grupo fantástico de amigos que, como sempre, me deixam vontade de voltar a jantar com eles todos os dias. Tirei poucas fotografias (preguiçosa). Dei um mau jeito a um pé. Os resultados das minhas análises estavam óptimos. Combinei, durante uma semana, acordar às 6h da manhã para fotografar o nascer do sol, e acabei por nunca me conseguir levantar a essa hora. Lanchei com uma amiga. Fui ao cinema ver o "World War Z". Joguei cartas. Deixei que uma menina de 6 anos me fizesse uma trança (não gosto que me mexam no cabelo). Comprei pulseiras dos desejos. Fui ao cinema ver "Elysium". Vi pessoas a fazerem figuras de idiotas só porque acham que são espertas. Apanhei um escaldão num braço logo no primeiro dia ao pé da praia, mesmo estando sempre à sombra e com protector solar. Comprei duas peças cá para casa numa feira de artesanato. Comi chocapic com leite. E dez minutos depois estava a comer arroz de feijão. Arrependi-me de meter conversa com uma pessoa. Vi o "Red Eye" na televisão. Comi gelados. Comi pães com chouriço e croissants com chocolate. Vi o "Julie and Julia" na televisão. Tive pena que a Pizza Hut em Portugal não tivesse as mesmas sobremesas de nutela que há nas Pizza Hut francesas. Li outro livro. Arranjámos a porta do carro que tinha sido bem amolada quando algum idiota deixou cair uma scooter contra a porta. Namorei muito. Dormi num hotel com um colchão tão fofo, umas almofadas tão fofas e um edredon tão fofo que parecia que estava a dormir numa nuvem. Vi um incêndio à beira da auto-estrada. Comi mal e porcamente durante três semanas e ainda perdi um quilo. Infelizmente, sei bem que isto assim não vai lá e iniciei hoje a minha dieta. Vi na televisão um filme de 1997 em que a Julianne Moore interpreta uma actriz porno. Fui ao cinema ver "Um Homem de família". Infelizmente não consegui estar com todas as pessoas que queria. Íamos ficando sem gasolina (aquilo é que foi contar os quilómetros até à estação de serviço mais próxima.....) a meio de Espanha. Ganhei um ligeiro tom de bronze que só eu consigo ver e depende da luz. Acertei várias vezes com os dedos dos pés em esquinas. Comecei a criar ideias para o que hei-de fazer daqui para a frente. Falou-se mais uma vez de filhos.Troquei as lentes dos óculos. Vi o meu Jack passar uma semana inteira na mesma casa (24h por dia) com os meus pais, o meu irmão e a minha avó, e tudo correu bem. Conduzi a 160 km/h em Espanha numa boa auto-estrada. Achei, ao ver as pessoas na praia, que este ano as pessoas se desleixaram mais com os corpos. Consegui encher o carro do meu pai de areia. Subi à duna de Salir do Porto e achei que me ia dar uma coisinha má. Ponderei ficar em Portugal mais tempo e não regressar logo a França. Até que percebi que a minha casa é aqui e que tinha de vir. Depois de me ter despedido dos meus pais chorei de saudades um minuto no carro sem que eles vissem. E depois levantei a cabeça e segui viagem. Se tudo correr bem, volto a vê-los em Outubro, e chorar não serve para nada. 

Foram umas óptimas férias. Oh, lá se foram....:)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)