17.3.14

Pára tudo!

Qualquer pessoa que planeie um casamento passeia-se pela net, procura imagens que sirvam de inspiração, vê sites, blogs, encontra ideias, depara-se com fóruns e consequentemente com dúvidas de outras noivas e noivos. E apercebi-me que há uma coisa que não entra na cabeça da maioria das noivas e por isso deixo aqui o recado: o vosso casamento é uma coisa espectacular...para vocês. Para os outros é apenas mais um casamento que terão e mais uma despesa que terão em vestidos, calçado e prenda. Vá, os vossos pais são capazes de ficar histéricos, e talvez os avós e familiares próximos (mas têm de ser mesmo próximos) festejem com a notícia, mas o resto da família vai simplesmente ficar contente e no minuto seguinte já está a pensar no crédito da casa ou no que vão fazer para o jantar. Mesmo os amigos são capazes de ficar radiantes com a ideia mas não esperem que não vos larguem a porta todos os dias de manhã a querer saber novidades. 

Isto é basicamente como quando nos morre alguém: para nós é o fim do mundo e custa compreender como é que toda a gente, mesmo aquela que não conhecemos, continua a viver a vida como nada se tivesse passado. O anúncio do noivado (ou da data de casamento, porque há noivados que duram tantos anos que não há entusiasmo inicial que se aguente) é um momento de alegria, yes, viva, hurra, mas depois cada um volta à sua vidinha enquanto nós tratamos de organizar tudo para o grande evento. E é impossível não abanar a cabeça quando se depara com noivas magoadíssimas porque o mundo não parou enquanto elas planeiam as coisas ou no dia do casamento. Como é que é possível que a madrinha tenha decidido ir agora uma semana de férias (aquelas férias para as quais poupou cinco anos), quando faltam apenas oito meses para o casamento?? É incrível que o tio Arménio tenha decidido ter uma apendicite mesmo na véspera do casamento! Que falta de consideração! Como é que a minha amiga de infância Matilde se lembrou de engravidar agora, chamando a atenção toda para si e para a sua barriga?? Como é que toda a gente continua a conseguir ir trabalhar todos os dias se eu me vou casar??

Mesmo eu, após o anúncio do noivado, esperei um bocadinho mais de entusiasmo de algumas pessoas. Não muito, porque isto não deixa de ser apenas um casamento e nunca tive paciência para histerismos despropositados, mas facilmente percebi que as pessoas têm uma vida que continua, com todos os seus afazeres, obrigações e problemas. E engoli em seco, entranhei depois de estranhar e não deprimi nem achei que ninguém me liga a mim ou ao meu casamento. Casar não faz de ninguém o centro do universo, mas anda por aí muita gente com graves problemas em entender este pequeno pormenor.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)