28.9.15

Epidural

Não sei como se processam as coisas neste campo em Portugal, mas aqui temos uma consulta com um anestesista cerca de um mês antes da data prevista para o parto. Mesmo quem não pretende dar uso à epidural, é obrigada a ir a esta consulta pois sabe-se lá se não será necessário fazer uma cesariana e assim já o anestesista já fez a sua análise. Admito que ia nervosa, receosa, vá, uma pilha de nervos, com medo que o anestesista decidisse embirrar comigo e dizer-me que não me considerava apta o suficiente para receber a epidural. E por isso quando me fez a famosa pergunta "Quer receber epidural?" fiz questão de mostrar que nem pensava noutra hipótese:
- Quero, sim!
- Mas sabe que não é obrigada a receber....
- Ah, mas eu quero na mesma!
Provavelmente ficou a achar que sou uma mariquinhas um bocado dependente de drogas mas enquanto for eu a ter de dar à luz um bébé, quero as todas as ajudas que decidirem oferecer-me. Lá me examinou as costas, fez uma série de perguntas, auscultou-me e considerou que posso levar epidural. Yey! Agora é só esperar que o anestesista de serviço no dia em que a Pequena Melancia decidir nascer não se ausente para almoçar, para jantar, para fumar, para ir à casa-de-banho com uma crise intestinal, etc, e com isso não consiga chegar ao pé de mim a tempo. Juro que ponderei eu própria fazer um inquérito junto dos anestesistas do hospital, perguntando a que horas costumam ir almoçar, e onde, e para onde é que vão fumar, e se quiserem dormir uma sesta, onde é que a fazem, e pedir-lhes o número de telemóvel, morada, entre outras informações de extrema importância. Haveria também a hipótese de colocar uma espécie de pulseira electrónica que me dissesse a exacta localização do anestesista quando eu precisasse dele ou, melhor ainda, que lhe desse uns pequenos choques se ele se afastasse de mim mais de 5 metros. Infelizmente a minha parte racional não me deixou fazer nenhuma destas coisas pelo que só me resta, quando chegar o dia, entrar pelo hospital dentro a gritar "Chamem já o anestesista!!!".

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)