23.8.13

JOBS


Ontem foi dia de cinema (nota-se muito que sou fã de ir ao cinema?) ver o JOBS. Com muita pena minha, o filme só estreou em Portugal após o meu regresso a França (mais 3 diazinhos de férias e tinha visto o filme), pelo que tive de o ver cá em versão francesa (estes franceses traduzem os filmes toooooodos). Após a morte de Steve Jobs, ofereci ao Jack a bibliografia dele. A prenda encantou-o ou não fosse ele um fã da Apple. Contudo, o tempo para ler é escasso e não lhe pegou a sério até irmos de férias. É preciso saber que em oito anos de relação nunca tinha visto o Jack ler um livro até ao fim. Aliás, nos últimos anos acho que já nem me lembro de o ver pegar num livro. O ritmo do dia-a-dia é grande e quando se tem outros gostos, a leitura não é a prioridade (no meu caso é mas lá está, não gasto o meu tempo a fazer outras coisas que ele faz por gosto). Mas, este Verão, numa semana, o homem despachou o livro todo. Se não estava a comer ou a dormir estava agarrado ao livro. Até eu que já tinha vontade de o ler, fiquei ainda com mais vontade ao ver todo este interesse. Livro lido, era assim obrigatório ver o filme. Não sendo eu uma obcecadinha pela Apple como ele é, podia até não ter achado o filme interessante. Mas achei, gostei da forma como as coisas estão contadas e principalmente adorei a forma como Ashton Kutcher desempenha o papel. Eu não conheci (obviamente) o Steve Jobs, pouco sei dele e da sua história (a não ser pequenas coisas que o Jack me foi contando), mas saí de lá com a sensação que tinha visto o real Steve Jobs no cinema. A personagem está bem trabalhada, nota-se que o actor perdeu efectivamente tempo a estudar os maneirismos de Jobs, que se esforçou para que o papel fosse desempenhado o melhor possível e sem dúvida que o conseguiu. Para além disso, parabéns a quem se lembrou de escolher Kutcher para protagonizar este filme porque de facto as parecenças são incríveis (claro que a boa caracterização também ajuda) .






Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)