19.2.14

Nova quinta

Quando saí da quinta ia mais do que irritada. Nada estava a correr como o previsto, tudo o que planeávamos estava a falhar e eu estava a ficar cansada de tudo isto. No carro, irritada, chorei e bati com os pés no chão e disse uma asneira das grandes (e eu não digo asneiras de todo) enquanto o Jack se mantinha calmo e tenso ao meu lado. Agradeço-lhe do fundo do coração ele ser assim porque se lhe tivesse dado para a histeria acho que me teria irritado ainda mais. Já bastava estar a tentar acalmar-me a mim mesma, não teria pachorra para acalmar outra pessoa. Ele estava zangado e triste como eu, mas limitou-se  a dar-me a mão e a dar-me tempo para libertar a minha frustração. Uns minutos depois, sequei as lágrimas, levantei a cabeça e voltei ao raciocínio lógico e cada vez mais prático que penso que me caracteriza. Peguei na pasta onde tinha todas as informações e contactos das quintas que anteriormente tínhamos visitado (estive mesmo para não a trazer de França, ia simplesmente ocupar espaço na mala pois a quinta já estava escolhida e acabei por a trazer como se já estivesse a adivinhar), falámos os dois e decidimos contactar o responsável pelo catering de duas quintas para saber se estas estavam disponíveis. Tínhamos adorado conversar com ele aquando das visitas em Dezembro e tinha-me custado imenso na altura dizer-lhe que tínhamos escolhido outra quinta. Por isso, eu só rezava para que uma das quintas, tanto fazia porque eu gostava das duas, estivesse disponível. Uma já estava ocupada, mas a outra ainda se encontrava livre. Marcámos imediatamente reunião nessa segunda quinta para acertar os pormenores. A quinta anteriormente escolhida tinha mais charme e era mais rica nos espaço, com jardins, cavalos e quartos para os noivos e convidados. Tinha o defeito de não ser uma quinta exclusiva, podendo ocorrer outro copo d'água numa das outras salas. Esta nova quinta oferece a exclusividade e  é mais intimista. A sala tem paredes de pedra, há traves de madeira no tecto, ambiente que tinha agradado ao Jack mal a tinha visto. E tem a grande vantagem de...estar aberta. :) A reunião correu bem (nem nós esperávamos outra coisa), falou-se da decoração, do bolo, das ementas e testou-se o sistema de som. A partir de agora será tudo decidido por e-mail e confirmado presencialmente na semana anterior ao casamento. Quinta nova escolhida, faltava avisar os convidados e tínhamos o dilema dos convites errados por resolver...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)