20.5.14

Epah, e eu gosto mesmo dela!

Vou fazer batota, admito. O primeiro texto sobre o casamento não é da minha autoria, mas sim de uma grande amiga que lá esteve e que tem um jeitinho para as palavras como só ela poderia ter. Leiam, leiam e vejam lá se percebem porque razão me armei em piegas quando o li e me vieram as lágrimas aos olhos (com o Jack ao meu lado a dizer "Vou contar à Joana que choraste! Vou contar à Joana que choraste!". Queixinhas, pah).










8 comentários:

  1. Parabéns menina!!
    Quando são amigos que falam assim de nós ui ui, é claro que a lamigrimita salta :)

    Estive este fim de semana num casamento e senti exactamente o mesmo.

    Agora vou acumular os nervos até ao meu :D

    ResponderEliminar
  2. Que lindas palávras...

    Desejo-vos muitas felicidades, amor e respeito.

    Parabéns!!!!!!!!!

    Beijinhos
    Nanda

    ResponderEliminar
  3. Muito bonito! Que bom ter amigos assim :)

    Fico à espera de ler a descrição do teu dia pelas tuas palavras :)

    ResponderEliminar
  4. Miss Desastre

    Vá, nada de nervos. Como eu passei o tempo todo a dizer: É apenas um casamento. :) E é para ser um dia feliz e não um stress. :)
    Se for preciso algum conselho, apita. :)

    ResponderEliminar
  5. Que texto bonito pá.
    PARABÉNS !

    ResponderEliminar
  6. Mesmo bonito :) como vocês, suponho!

    ResponderEliminar
  7. Se está bonito, é como eles, sim. :)

    Ando mesmo retirada do mundo... Não é que só hoje li isto? E o resultado é que chorou a Teté do lado de lá e chorei eu do lado de cá ao ler a introdução... Sou mesmo chorona eheheh :)

    Beijinhos grandes para ti e para o queixinhas :P

    Joana

    ResponderEliminar

Digam-me coisas. :)