20.4.18

Inscrição na Maternelle - parte III


Texto I [aqui] e II [aqui]

O facto de não termos propriamente de procurar uma escola, de esta nos ser atribuída, tem tanto de bom (nada de stress, nada de horas perdidas em procuras e visitas, etc) como de mau, sendo este lado menos bonito o facto de inscrevermos a nossa filha numa escola que não fazemos a mais pequena ideia de como é. Na véspera da inscrição mal dormi a pensar na possibilidade de ver alguma coisa de que não gostaria uma vez que iríamos à escola em tempo de aulas. Tinha receio de ouvir educadoras aos berros, de encontrar uma escola com mau aspecto, ver crianças a chorar o tempo todo, algum sinal de violência, eu sei lá, passou-me tudo pela cabeça assim como passaram todas as dúvidas e mais algumas: e se visse? Seria fácil escolher outra escola? Como se faria isso? E se a Mini-Tété odiasse a escola logo no primeiro segundo?

Admito que entrei na escola a medo e analisei tudo o que podia enquanto falávamos com a directora. A Mini-Tété entrava e saia do gabinete, encantada por ver as outras crianças irem para o recreio, por ter uma prateleira de livros ali perto, pode ter mesas e cadeiras para a sua altura. Ufa, parecia gostar. Foi-nos pedido uma fotografia tipo passe da Mini-Tété e, adorei, uma fotografia da família para colocar por cima do cabide onde a Mini-Tété irá pendurar as suas coisas no começo de cada dia. Gostei do cuidado que têm em garantir que se a mãe está grávida, a barriga não aparece na fotografia de forma a não confundir mais tarde a criança pois no início do ano escolar o bebé pode já estar cá fora e a fotografia perde algum sentido. Assim como analisam para ver se a fotografia não é antiga e se a criança não mudou ou não mudará muito os traços da cara.

A escola é recente, tinha desenhos das crianças por toda a parte e não vi nada que me chocasse. Em Junho visitaremos a escola com mais tempo e as crianças poderão estar na sala e no recreio à-vontade, na presença dos pais, para fazerem o reconhecimento do espaço com mais confiança. Vim de lá com o coração mais sossegado, admito. Gostei do nosso primeiro contacto com a escola e espero que corra tudo bem a partir daí. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)