25.6.18

Uma hora na escola

Este sábado tínhamos agendada a visita à Maternelle (jardim-de-infância), onde passaríamos cerca de uma hora, inseridos num grupo de outros pais e crianças, com o objectivo de que estas brincassem e conhecessem a escola com o conforto da presença dos pais. A próxima vez que a Mini-Tété voltar a entrar naquela escola será no primeiro dia de aulas, onde já a deixaremos sozinha. Não vamos pensar já nisso. :P

Fomos sem saber muito bem ao que íamos porque eu já tinha ouvido relatos de que nalgumas escolas era uma hora de brincadeira no recreio, sem visita às instalações, noutras apenas a visita e discurso da directora, e noutras ainda, uma mistura de tudo. Este foi o nosso caso. Fomos recebidos pela directora (que parece haver grande probabilidade de vir a ser a educadora da Mini-Tété..) no ginásio, onde pediram a pais e crianças que se sentassem...em cadeiras pequeninas, claramente apropriadas para crianças de 3 anos e mas não para adultos com mais de metro e meio. No fundo, acho que o objectivo era desanuviar o ambiente porque deixamos de levar todos tão a sério quando vemos adultos com os joelhos quase no queixo a ouvir as indicações de uma directora.

Recomendações, instruções e apresentações à parte, ficou de realçar o comportamento da Mini-Tété, a miúda que é capaz de ficar uma hora no parque sentada no chão a ver simplesmente os outros brincar, decidiu que naquele dia ia ter bichos carpinteiros no rabo e a língua solta. Mais de uma dúzia de crianças sentadas sossegadas e em silêncio, e a nossa a levantar-se e a sentar-se numa excitação sem fim e com perguntas em catadupa "o que é aquilo? O que está a directora a dizer? Quando vamos brincar? O que estamos aqui a fazer? E agora? E o que é aquilo?". Lindo.

Gostámos da visita à escola. Não é muito grande mas é recente, com muitos trabalhos das crianças colados pelas paredes, limpa e bem cuidada. Aproveitámos para mostrar as sanitas em miniatura à Mini-Tété a ver se se dava o "clic" para o desfralde mas continua tudo na mesma (ou seja, ela não quer largar as fraldas) e gostei imenso do dormitório. Sei que em muitas escolas, a própria sala de aula é onde as crianças dormem a sesta, em colchões encostados uns aos outros, sem grande espaço e conforto, e isso causava-me receio. Mas ali o dormitório é espaçoso, bonito, acolhedor, gostei mesmo e espero que a Mini-Tété lá consiga fazer as suas sestas.

Depois, fomos todos enfiados numa das salas de aula, onde as crianças puderam brincar livremente. Mini-Tété parecia uma salta-pocinhas, ora estava na pequena cozinha, ora ia ver os livros, ora ir ver os animais e as casinhas de plástico, ora ia fazer uns rabiscos nas folhas de desenho, ora ia fazer puzzles, ora ia fazer construções. Estava encantada e embora nos quisesse por perto, acho que tantos brinquedos a fizeram perder um pouco o receio das outras crianças.
De seguida, mais brincadeira mas no recreio, onde há uma série de bicicletas e triciclos, para grande alegria da nossa pequenina. Gostou, adorou e ainda fez beicinho à saída enquanto reclamava "Mas eu quero ficar na escola! Eu quero comer aqui!".

Que isto seja bom sinal!

(Nota: entretanto ficámos também a saber que uma vez que à quarta-feira não haverá aulas, o horário dos restantes dias é até às 16h30 e não até às 15h30).

Sem comentários:

Publicar um comentário

Digam-me coisas. :)